Impotência e tratamentos

Para muitos homens quando se fala de masculinidade, logo lembram de um bom desempenho sexual, ou seja, precisam ter uma boa ereção e “mandar bem na cama” para serem considerados homem com H maiúsculo. Por isso, a maior parte deles não admite que já tenha falhado em algum momento ou que apresente algum problema.

Porém, a impotência é mais comum do que se imagina e quando em pelos menos 50% das tentativas ele não consegue ter uma ereção pode-se ter um diagnóstico de impotência. Apesar de ser mais comum em homens entre 50 e 80 anos pode atingir qualquer um independentemente da idade.

Por outro lado existem os que admitem que já falharam alguma vez e apontam alguns problemas como cansaço e até mesmo culpa da parceira. Se isso ocorre de forma esporádica não há problema algum, mas como dissemos, quando passa a ser frequente o indicado é procurar um médico.

Veja só esse vídeo sobre o assunto:

Os sintomas da disfunção erétil

São vários os sintomas que podem apontar a disfunção erétil, a dificuldade constante para conseguir uma ereção é apenas um deles. Podemos incluir na lista a diminuição do órgão sexual, aumento do tempo para atingir a ereção, dificuldade para ter ereção conforme a posição, diminuição do pelos do corpo, deforma do órgão sexual, ejaculação rápida entre outros.

Quando procurar um médico

Somente o médico é capaz de diagnosticar se o paciente possui impotência sexual ou disfunção erétil e por isso se o homem perceber que há algum problema é hora de buscar ajuda profissional.

Quando se procura ajuda é possível saber quais são as causas, sendo que muitas vezes essa pode ser emocional. Problemas psicológicos como medo, cobrança excessiva, depressão e algum trauma estão na lista.

Outro ponto é que em alguns casos o problema é ocasional, ou seja, não se atinge a ereção apenas algumas vezes. Só que a preocupação em excesso pode fazer com que a situação se agrave ainda mais, por isso, o melhor é relaxar.

Existem também os problemas fisiológicos que podem desencadear a impotência podendo estar ligados a problemas vasculares, doenças crônicas, obesidade e uso abusivo de drogas.

Os tratamentos para a impotência

Conforme o diagnóstico do médico, o paciente passará por um tratamento mais adequado. Quando o problema é físico é bastante comum que seja recomendado o uso de pílulas  Power Blue que ajudam a aumentar o fluxo sanguíneo no pênis e proporcionam uma ereção.

Vale lembrar que essas famosos pílulas azuis devem ser usadas apenas por quem está com algum problema. Porém, muitos jovens têm feito uso delas com a intenção de turbinar a ereção só que isso não passa de um mito.

Além disso há a opção de aplicações de injeções que vão aumentar os níveis de testosterona e até mesmo o implante de uma prótese peniana que garante rigidez ao órgão.

Existem também quem prefira os tratamentos naturais que utilizam algum tipo de erva para curar a impotência sexual. Nesse caso, não são indicados por médicos sem que haja a comprovação científica da substância, mas a crença popular afirma que muitos deles realmente ajudam na hora H.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *